1 de Março de 2011 / às 15:20 / 7 anos atrás

Dior demite Galliano após comentários racistas

PARIS (Reuters) - A grife francesa Christian Dior anunciou nesta terça-feira a demissão do estilista John Galliano após queixas de que ele fez comentários antissemitas, registradas contra ele na polícia em Paris.

<p>Estilista John Galliano (centro) chega com seu advogado (esq.) a uma delgacia de pol&iacute;cia em Paris. 28/02/2011 REUTERS/Gonzalo Fuentes</p>

A Dior disse que iniciaria o processo para demitir Galliano depois de assistir a um vídeo que supostamente mostra o estilista gritando contra pessoas em um bar de Paris.

“Eu condeno veementemente o que foi dito por John Galliano, que contradiz todos os valores que sempre foram defendidos pela Christian Dior”, disse o executivo-chefe da Christian Dior, Sidney Toledano, em comunicado.

Reportagem de Astrid Wendlandt

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below