5 de Setembro de 2011 / às 14:41 / em 6 anos

Clooney e Polanski estão entre favoritos para prêmio em Veneza

Por Mike Collett-White

George Clooney no Festival de Veneza, na quarta-feira. O festival de cinema de Veneza cumpriu o prometido até agora, apresentando um fluxo constante de atores de primeira linha no tapete vermelho e uma série de filmes que vem agradando a maior parte dos críticos. 31/08/2011 REUTERS/Alessandro Garofalo

VENEZA, Itália (Reuters) - O festival de cinema de Veneza cumpriu o prometido até agora, apresentando um fluxo constante de atores de primeira linha no tapete vermelho e uma série de filmes que vem agradando a maior parte dos críticos.

Enquanto o festival de cinema mais antigo do mundo chegava à metade do caminho nesta segunda-feira, uma adaptação do romance de John Le Carré “Tinker, Tailor, Soldier, Spy”, o thriller político de George Clooney, “The Ides of March”, e a comédia de Roman Polanski, “Carnage”, lideram a disputa pelo cobiçado Leão de Ouro de melhor filme.

Eles estão entre os 22 filmes incluídos no festival até agora, que logo devem receber a companhia de uma 23a “surpresa” na terça-feira, na disputa pelo prêmio, que será anunciado no sábado.

Embora a decisão do júri do festival seja difícil de antecipar, uma pesquisa informal entre os críticos, publicada na revista Variety, coloca “Carnage” na liderança, mas de modo geral as notas estão sendo boas.

Vaias no final das exibições para a imprensa são comuns em festivais de cinema, mas houve poucas este ano, sugerindo um final feliz para o diretor do evento, Marco Mueller.

“Carnage” é a adaptação de Polanski à peça “Deus da Carnificina” e traz no elenco Kate Winslet, Jodie Foster, Christoph Waltz e John C. Reilly para fazer uma crítica dos valores burgueses em tempo real em uma única locação.

As constantes interrupções do Blackberry de Waltz, as trocas de farpas entre dois casais nova-iorquinos e principalmente a “cena de vômito” de Winslet fizeram os jornalistas gargalharem.

Polanski não poderá receber o prêmio se vencer, já que ele corre o risco de ser extraditado para os Estados Unidos, onde é procurado para cumprir uma sentença de prisão por um crime cometido em 1977.

“Tinker, Tailor, Soldier, Spy” (O Espião que Sabia Demais), do diretor Tomas Alfredson, que estreia na segunda-feira, também é um dos fortes concorrentes, com críticos elogiando a adaptação melancólica do clássico que Le Carré escreveu em 1974. Gary Oldman é o protagonista George Smiley, interpretado por Alec Guinness em um seriado de televisão, e o elenco também traz Colin Firth e John Hurt.

“A versão para a telona do festival assustador de 1970 de John Le Carré é o favorito para o... Leão de Ouro”, disse Jason Solomons, critico de cinema do jornal britânico The Observer.

Clooney inaugurou o festival de cinema de 11 dias com a apresentação do filme “The Ides of March”, um thriller que se passa no mundo da política norte-americana no qual aparecem ele, Ryan Gosling e Philip Seymour Hoffman.

E artista Steve McQueen, que se tornou diretor, obteve o que muitos consideram até agora a melhor interpretação do festival, do ator irlandês Michael Fassbender como o nova-iorquino obcecado por sexo em “Shame”.

Oldman também foi elogiado pela interpretação sutil de Smiley, e entre as atrizes Aggeliki Papoulia na tragédia grega “Alps” e Keira Knightley em “A Dangerous Method”, de David Cronenberg impressionaram.

Reportagem adicional de Silvia Aloisi

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below