6 de Dezembro de 2011 / às 12:58 / em 6 anos

Quadro redescoberto de Velázquez vai a leilão

Por Mike Collett-White

LONDRES (Reuters) - A disparada nos preços das obras de arte tem levado à revelação de muitos “tesouros de porão”, e isso pode se repetir nesta semana, quando uma tela inicialmente avaliada em 300 libras (470 dólares) poderá ser vendida por 3 milhões de libras, depois de a casa Bonhams descobrir que se tratava de um legítimo Velázquez.

O retrato de um homem desconhecido vai a leilão na quarta-feira, como parte de uma série de vendas em Londres de obras de mestres antigos e de arte britânica, com peças que podem alcançar dezenas de milhões de libras.

O Velázquez recém-descoberto não é a obra mais valiosa nos leilões da Christie‘s, Sotheby’s e Bonhams, mas sua história é talvez a mais interessante.

O retrato, mostrando um homem calvo, vestindo túnica preta e gola branca levantada, era parte de uma pequena coleção atribuída ao pintor britânico Matthew Shepperson, do século 19, que foi entregue para ser vendida pela Bonhams em Oxford.

Mas o leiloeiro suspeitou que a obra fosse de outro artista, e a enviou para análise no departamento de Pinturas dos Velhos Mestres, em Londres. Peter Cherry, considerado pela Bonhams como “uma das mais destacadas autoridades em Velázquez e sua história”, confirmou a autoria da tela.

Cherry submeteu a obra a exames de raios-X e concluiu que havia sido pintada entre 1631 e 1634, época em que o espanhol Velázquez estava na Itália ou havia acabado de regressar à Espanha.

Essa é uma das cem obras conhecidas de Velázquez, e uma das poucas em mãos de particulares.

“A descoberta desse tesouro perdido é uma experiência única na vida, e é tremendamente excitante ser capaz de trazê-la à atenção do mundo”, disse Andrew McKenzie, diretor de pinturas dos velhos mestres na Bonhams.

Em outro leilão marcado para quarta-feira, a Sotheby’s espera arrematar por 4,5 a 6 milhões de libras a obra “Os Jogadores de Cartas em um Interior”, de Jan Steen, artista holandês do século 17.

Duas obras do pintor Johann Zoffany, do século 18, encomendadas pelo ator britânico David Garrick, estão sendo vendidas como um lote único, com valor total de 6 a 8 milhões de libras.

A Sotheby’s pretende arrecadar mais de 21 milhões de libras com o leilão principal e com uma “liquidação” na quinta-feira.

A Christie‘s, que realiza seu principal leilão de mestres antigos na noite de terça-feira, estimou o total em 18 a 26 milhões de libras.

Como no caso da Bonhams, a estrela desse leilão também é de uma tela espanhola - no caso, o “Retrato de Juan López Robredo”, feito por Francisco Goya, que muda de mãos pela primeira vez em quase 20 anos. A estimativa é de que a obra alcance 4 a 6 milhões de libras.

Outro destaque é “A Batalha entre o Carnaval e a Quaresma”, de Pieter Brueghel 2o, com valor estimado em 3,5 a 4,5 milhões de libras.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below