5 de Abril de 2012 / às 16:37 / em 6 anos

Pioneiro dos amplificadores, Jim Marshall morre aos 88 anos

Por Mike Collett-White

Jim Marshall, fabricante de amplificadores, posa com um de seus produtos em Frankfurt. Marshall, apelidado de "Pai do Barulho" por seu trabalho pioneiro em amplificadores de guitarra utilizados por alguns dos maiores nomes do rock, morreu aos 88 anos. Foto de arquivo. 13/03/2012 REUTERS/Ralph Orlowski

LONDRES, 5 Abr (Reuters) - Jim Marshall, apelidado de “Pai do Barulho” por seu trabalho pioneiro em amplificadores de guitarra utilizados por alguns dos maiores nomes do rock, morreu aos 88 anos.

“É com profundo pesar que anunciamos o falecimento do nosso amado fundador e líder nos últimos 50 anos, Jim Marshall”, disse um comunicado no site de sua empresa.

“Embora de luto, nós saudamos também um homem lendário que levou uma vida plena e verdadeiramente notável.”

Diversas homenagens lembravam o homem creditado por ajudar a moldar o som do rock.

“A notícia da morte de Jim Marshall é profundamente triste”, disse o ex-guitarrista do Guns N’ Roses Slash em uma mensagem no Twitter. “O rock and roll nunca mais será o mesmo sem ele. Mas, seus amplificadores vão viver para sempre!”

Sua empresa disse em um tributo por escrito que: “Sua memória, a música e alegria que seus amplificadores trouxeram para incontáveis milhões nas últimas cinco décadas e o logo mundialmente famoso e onipresente que orgulhosamente ostenta o seu nome vão viver para sempre”.

PRIMEIROS CLIENTES

Nascido em Londres em 1923, Marshall começou como baterista antes de entrar no ramo dos negócios e criar a Marshall Amplification em 1962.

Por volta de 1960, o jovem Pete Townshend, que mais tarde foi o guitarrista do The Who, sugeriu a Marshall que ele expandisse sua loja de música para vender guitarras e amplificadores, assim como baterias.

De acordo com uma entrevista que Marshall deu há vários anos, a loja de Londres rapidamente se transformou em uma “troca de trabalho de rock ‘n’ roll”, e Marshall contratou um engenheiro de uma gravadora para ajudá-lo a construir protótipos de amplificadores.

Marshall rejeitou as cinco primeiras tentativas, mas ficou feliz com o som da sexta -- ele recebeu 23 encomendas para o novo equipamento apenas no primeiro dia.

Músicos lendários, incluindo Jimi Hendrix e Eric Clapton, estavam entre os primeiros usuários dos amplificadores Marshall.

Quando Hendrix entrou na loja, Marshall lembrou-se de ter pensado: “Que inferno, aqui está outro guitarrista americano querendo algo por nada.”

Mas o guitarrista pagou o preço total por tudo que ele comprou sem atraso.

Marshall é reverenciado como um dos quatro antecessores dos equipamentos de rock, juntamente com Leo Fender, Les Paul e Seth Lover.

Ele recebeu uma honra da Ordem do Império Britânico pelos serviços prestados à indústria da música e à caridade, e doou milhões de libras para “causas nobres”, de acordo com seu website.

Entre elas estão o Royal National Orthopaedic Hospital, em Stanmore, onde ele teria sido tratado de tuberculose quando era criança.

Reportagem de Hugo Bachega

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below