8 de Junho de 2012 / às 16:58 / em 6 anos

Disney aposta US$1 bilhão em renovação de parque inspirado na Pixar

Por Lisa Richwine e Ronald Grover

LOS ANGELES, 8 Jun (Reuters) - O parque temático Disney California Adventure em Anaheim, um fracasso desde que abriu em 2001, vai exibir na próxima semana os frutos de uma renovação de cinco anos e que custou 1 bilhão de dólares, e há muito dependendo desse esforço além da venda de ingressos.

A Disney está contando com a reforma do parque para atrair visitantes da Disneylândia para que fiquem um ou dois dias a mais, de preferência em um hotel Disney. Também é uma resposta ao rival Universal Studios, que acaba de lançar um passeio emocionante baseado no filme “Transformers”.

Talvez o mais importante, o reformado Disney California Adventure enfatiza a ascensão do chefe criativo da Pixar, John Lasseter, como uma força chave dentro da Disney, como um contraponto imaginativo e exuberante ao chefe-executivo tecnocrata da empresa, Bob Iger.

De fato, com a inauguração na próxima semana de uma área temática chamada Cars Land, o parque está se tornando rapidamente uma Pixarland. Nove de suas 20 atrações baseiam-se em filmes da empresa de animação por computador que a Disney comprou de Steve Jobs em 2006.

A proeminência de Lasseter e da Pixar, assim como o surgimento de grandes franquias como o filme “Os Vingadores”, da Marvel, marcam uma grande virada do respeitável conglomerado de entretenimento.

Em sua época de maior sucesso, “a mágica Disney” vinha em grande parte de dentro. A empresa era dirigida por executivos criativos como o próprio Walt Disney e Michael Eisner, um ex-executivo de produção de filmes e televisão.

Agora está contando com empresas que adquiriu para ter personagens e histórias de sucesso e que conduzem tudo, da frequência aos parques temáticos à venda de mercadoria.

“Antes de a Disney comprar a Pixar ela lutava para criar seu próprio conteúdo”, disse o analista Michael Morris, da Davenport e Co. “Pixar e Marvel deram muito do impulso criativo que a empresa precisava explorar”.

Hoje a Disney permite que os executivos criativos tanto da Marvel quanto da Pixar operem em grande parte de forma independente em escritórios que ficam a quilômetros dos estúdios da Disney.

Como parte da aquisição da Pixar, Lasseter, que já trabalhou como guia da Disneylândia, também foi nomeado “principal consultor criativo” da Walt Disney Imagineering, a unidade de projetos supersecreta da empresa para seus parques temáticos.

Iger foi quem sugeriu a ideia de usar atrações baseadas no filme “Carros” no parque California Adventure, segundo pessoas envolvidas na época. Mas foi Lasseter quem voou duas vezes para reuniões mensais com integrantes do Imagineering para tirar a ideia do papel.

Os golpes criativos de Lasseter além da animação serão testados pela primeira vez no Disney California Adventure. O parque vem sofrendo com poucas visitas desde sua inauguração em 2001, com os clientes reclamando de poucas atrações por um alto preço. Mesmo com promoções, apenas seis milhões de pessoas passaram por suas catracas em 2011, comparando com os 16 milhões da Disneylândia, segundo a Themed Entertainment Association.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below