8 de Agosto de 2012 / às 17:28 / em 5 anos

ENTREVISTA-Cameron abre joint-venture de filme 3D na China

Por Michael Martina

PEQUIM, 8 Ago (Reuters) - O cineasta James Cameron disse nesta quarta-feira que vai abrir uma joint-venture na China para fornecer tecnologia de filmagem em 3D, no mais recente movimento de Hollywood para garantir uma posição na crescente indústria de filmes do país.

As receitas com bilheteria -- crescendo aos trancos e barrancos na China graças à classe média em rápida expansão - têm aberto o apetite de Hollywood ,apesar das queixas sobre restrições do governo ao acesso a telas, controle de conteúdo e pirataria.

A CPG China Division, novo braço do Grupo Cameron Pace, vai oferecer aos cineastas chineses a tecnologia de câmera tridimensional, mas não estará imediatamente envolvida na produção de filmes, contou Cameron à Reuters em uma entrevista.

“Nós não vamos dizer aos cineastas chineses como fazer filmes. Nós vamos ajudá-los a fazer uma transição para a tecnologia de produção 3D da forma mais eficaz em custos quanto possível, e de uma maneira que não inibe a criatividade”, disse ele.

Os filmes tridimensionais, que melhoram a percepção de profundidade por serem feitos a partir de duas perspectivas, ganharam popularidade durante a década de 2000 e tiveram um grande avanço com o sucesso de “Avatar”, de Cameron, em 2009, um filme sobre alienígenas azuis que estabeleceu um recorde de bilheteria mundial de 2,8 bilhões de dólares.

Cameron disse que o acordo era “enorme”, embora não tenha dado detalhes sobre o montante do investimento ou a divisão do empreendimento com duas entidades estatais -- a distribuidora de filmes Tianjin North Film Group e a Tianjin Hi-Tech Holding Group.

O Grupo Cameron Pace, formado há 12 anos com o guru das câmeras Vince Pace, ganhou 58 milhões de dólares no ano passado com o aluguel de suas câmeras 3D para equipes de produção de filmes, vídeos de shows e transmissões esportivas.

“Nós achamos que estamos à beira de uma espécie de revolução da mídia. E certamente temos a tecnologia que permite, temos a metodologia, temos aperfeiçoado nossas habilidades.”

Cameron segue uma série de outros anúncios importantes de Hollywood no país asiático.

O próximo “Homem de Ferro” será coproduzido na China, sob um acordo conjunto entre a Walt Disney Co, a Marvel Studios e a DMG Entertainment.

Produtores de cinema dos EUA se animaram com um acordo estudado durante a visita do vice-presidente chinês, Xi Jinping, em fevereiro aos Estados Unidos, que abriu o caminho para a importação de 14 filmes de formato premium, como IMAX ou 3-D.

Se o acordo for implementado, os filmes serão isentos da cota anual de importação da China, de 20 filmes estrangeiros por ano, uma concessão oferecida pelo governo chinês depois de perder uma disputa na Organização Mundial do Comércio sobre a distribuição de mídia em 2009.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below