7 de Maio de 2013 / às 14:08 / em 5 anos

Justiça espanhola arquiva acusações contra princesa

MADRI, 7 Mai (Reuters) - Um tribunal espanhol arquivou nesta terça-feira as acusações contra a infanta Cristina, filha do rei Juan Carlos, afirmando não haver provas suficientes de que ela foi cúmplice do marido em um caso de enriquecimento ilícito.

Infanta Cristina caminha para o trabalho no banco La Caixa, no centro de Barcelona. Um tribunal espanhol arquivou nesta terça-feira as acusações contra Cristina, filha do rei Juan Carlos, afirmando não haver provas suficientes de que ela foi cúmplice do marido em um caso de enriquecimento ilícito. 5/04/2013. REUTERS/Gustau Nacarino

Cristina, de 47 anos, havia sido indiciada no mês passado, na primeira vez que um membro da realeza espanhola se envolve em um inquérito criminal desde a restauração da monarquia, em 1975.

A decisão de terça-feira foi tomada pela Alta Corte da ilha de Maiorca (Ilhas Baleares), revertendo o indiciamento judicial feito por uma instância inferior. A Alta Corte ressalvou que o caso contra ela pode ser reaberto se novos indícios forem encontrados.

Iñaki Urdangarin, genro do rei, está sendo processado por fraude, evasão tributária, falsificação de documentos e apropriação indébita de uma verba pública de 6 milhões de euros (8 milhões de dólares), na época em que ele dirigia uma entidade beneficente.

Reportagem de Sonya Dowsett

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below