11 de Fevereiro de 2014 / às 18:29 / em 4 anos

Indicados ao Oscar têm confraternização três semanas antes da grande noite

Por Mary Milliken

BEVERLY HILLS, Estados Unidos, 11 Fev (Reuters) - Os indicados para o Oscar deste ano se reuniram nesta segunda-feira para um almoço, numa celebração da velha máxima “já é uma honra ser só indicado”, três semanas antes da principal noite de premiação da indústria do cinema.

O almoço anual dos indicados reuniu mais de 200 concorrentes aos prêmios que serão anunciado em 2 de março: da indicada 18 vezes, Meryl Streep, que disputa neste ano o Oscar de melhor atriz por “Álbum de Família”, a Lupita Nyong‘o, que compete para ser melhor atriz coadjuvante pelo seu primeiro filme, “12 Anos de Escravidão”.

O grupo eclético de atores de cinema, diretores e técnicos contou até com o líder do U2, Bono, que saiu na fotografia clássica dos concorrentes graças à sua indicação para o Oscar de melhor música pelo filme “Mandela”.

Ao mesmo tempo que ninguém é bobo de se mostrar muito confiante antes da votação dos integrantes da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, que começa na sexta-feira, o evento desta segunda-feira foi uma chance de mostrar simpatia e elogiar a premiação, a Academia e a mágica de Hollywood.

“Eu vou comemorar não importa o que acontecer”, afirmou Matthew McConaughey, um dos favoritos ao Oscar de melhor ator pelo papel de ativista da Aids em “Clube de Compras Dallas”, interpretação que já lhe deu o Globo de Outro e o prêmio do Sindicato dos Atores.

“Esta é a minha primeira nomeação”, disse. “Nunca haverá uma outra primeira vez. Assim, eu vou me divertir.”

Cate Blanchett, favorita ao Oscar de melhor atriz pela interpretação em “Blue Jasmine”, de Woody Allen, declarou que a indicação foi uma surpresa.

“É uma emoção, particularmente porque eu fiquei longe da indústria por muito tempo”, disse ela.

O Oscar deste ano está repleto de filmes de alta qualidade e um grande número de boas interpretações. Como resultado, quem ficou de fora da disputa também foi notado. No almoço, muitos lamentaram o fato de Tom Hanks não ter sido indicado pelo papel em “Capitão Phillips”, thriller sobre piratas somalis.

Em relação às nove produções nomeadas para melhor filme, a disputa de fato parece ser entre o drama “12 Anos de Escravidão”, “Gravidade” e “Trapaça”.

“12 Anos de Escravidão” enfrenta o problema da sua reputação de filme difícil. No entanto, o diretor britânico Steve McQueen afirmou acreditar que está vencendo a batalha contra essa ideia.

“O público está interessado em filmes instigantes. As pessoas estão interessadas em produções que dão uma perspectiva da história delas”, afirmou o diretor.

Durante o evento, os produtores da premiação deram conselhos sobre o discurso na hora da entrega do prêmio. Eles pediram rapidez e falaram para que se evite a lista de agradecimentos.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below