22 de Fevereiro de 2008 / às 13:31 / 10 anos atrás

Site de avaliação de jogos tem influência no setor

Por Scott Hillis

SAN FRANCISCO (Reuters) - John Riccitiello, presidente-executivo da Electronic Arts, está exibindo uma tabela a analistas de Wall Street, e não parece feliz.

Ela não mostra uma queda no lucro operacional ou na participação de mercado da empresa. Em lugar disso, traz as notas médias aos videogames da EA no site Metacritic.org, que agrega os resultados de resenhas de um determinado jogo e os pondera na forma de uma nota numérica unificada.

O que estava incomodando Riccitiello era o fato de que a nota média da EA no ano passado caiu de 77 para 72.

“Não há nada de aceitável nisso”, afirma Riccitiello. “Nossos principais títulos são avaliados e resumidos de maneira acurada nessas resenhas, e elas são importantes.”

“Por isso, essa talvez seja a tabela mais importante da apresentação, para mim --e precisamos nos recuperar, nela”, afirma.

Durante a reunião entre executivos da EA e analistas e investidores, na semana passada, Riccitiello e outros executivos se referiram frequentemente ao Metacritic, o que enfatiza o quanto o site se tornou influente na indústria do videogame dos Estados Unidos, que movimenta 18 bilhões de dólares anuais.

Lançado em 2001 por Marc Doyle, sua irmã Julie Doyle Roberts e Jason Dietz, que estudou Direito com Doyle na University of Southern California, o Metacritic se tornou parte de uma companhia de mídia tecnológica online chamada CNET Networks.

“Não criamos o Metacritic como uma referência setorial. A idéia foi sempre manter os usuários informados”, diz Doyle.

Fundado originalmente para compilar resenhas de cinema, o Metacritic rapidamente se estendeu a outras formas de entretenimento, e os videogames hoje respondem pela maior parte do tráfego no site.

“Um filme custa 10 a 12 dólares e duas horas de seu tempo. Não importa muito que os críticos gostem ou deixem de gostar. Mas um jogo custa 60 dólares e 20 ou 30 horas de sua vida, e por isso é melhor saber com antecedência se ele é bom”, afirmou Doyle.

Encarregado do sistema de avaliação de jogos, Doyle recebe muita pressão das produtoras de videogame e críticos que sentem não estar recebendo tratamento justo.

O sistema que ele usa é ponderado, o que significa que resenhas veiculadas por sites ou publicações que ele considere confiáveis pesam mais na nota final. Outra causa de queixa é a maneira pela qual ela converte em números as avaliações em forma de letras ou estrelas conferidas por certos sites e revistas.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below