5 de Janeiro de 2015 / às 09:34 / em 3 anos

China apela a "partes relevantes" que evitem tensões na Península Coreana

PEQUIM (Reuters) - A China pediu nesta segunda-feira que as “partes relevantes” evitem ações que possam escalar as tensões na Península Coreana depois da imposição de novas sanções pelos Estados Unidos na semana passada.

Bandeira da Coreia do Norte na sede da missão permanente do país em Genebra. 02/10/2014 REUTERS/Denis Balibouse

A porta-voz do Ministério dás Relações Exteriores chinês Hua Chunying fez as declarações durante um briefing diário a jornalistas. As sanções foram impostas após um cybeartaque contra a Sony Pictures Entertainment que, de acordo com a Casa Branca, teve apoio da Coreia do Norte.

“A relativa estabilidade na Península Coreana não veio facilmente”, disse Hua. “Esperamos que as partes relevantes ajam com cautela e evitem tomar medidas que possam piorar ou escalar a situação atual.”

O governo norte-americano citou três entidades, incluindo a agência de inteligência militar norte-coreana, e impôs sanções a 10 pessoas com ligações à venda de armas e proliferação na semana passada.

Sanções financeiras têm sido efetivas em pressionar a Rússia e o Irã, mas têm tido impacto limitado sobre a Coreia do Norte, que tem sofrido sanções dos EUA por mais de 50 anos.

A Coreia do Norte negou envolvimento no cyberataque. Os EUA afirmam que não há evidências de que qualquer uma das três entidades ou indivíduos tiveram envolvimento.

Reportagem de Sui-Lee Wee

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below