10 de Novembro de 2016 / às 17:01 / um ano atrás

Deutsche Telekom diz que é muito cedo para ver impacto de Trump em fusões e aquisições nos EUA

FRANKFURT (Reuters) - A Deutsche Telekom disse nesta quinta-feira que era muito cedo para dizer se a eleição de Donald Trump como presidente dos Estados Unidos seria positiva para acordos de fusão e aquisição.

Ações da T-Mobile US, da qual a Deutsche Telekom possui quase 65 por cento, atingiram máxima histórica de 53,01 dólares por ação na quarta-feira, com investidores especulando que a nova administração poderia ser mais aberta a acordos entre operadoras.

Um acordo de fusão entre a T-Mobile US e a colega Sprint foi bloqueado por reguladores mais de dois anos atrás.

“O mercado reagiu fortemente”, disse o presidente-executivo Tim Hoettges a analistas, acrescentando que a Deutsche Telekom permaneceria aberta aos benefícios de uma potencial consolidação do mercado.

“É apenas muito cedo para especular como será a nova administração”, disse ele.

Hoettges disse que continuava a acreditar que uma fusão entre duas operadoras de telefonia móvel nos EUA traria benefícios enormes para consumidores, mas também criaria sinergias de custo para as empresas.

Por Harro ten Wolde

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below