3 de Abril de 2017 / às 22:57 / em 8 meses

Em uma corrida de carros autônomos, vence quem consegue cumprir todo o percurso

WILLOWS, Estados Unidos (Reuters) - Carros autônomos disputaram no final de semana uma corrida de 3,2 quilômetros no norte da Califórnia, em um evento que envolveu estudantes e engenheiros de empresas iniciantes de tecnologia onde o real objetivo era apenas cumprir o trajeto.

Waymo, da Alphabet; Uber e grandes companhias de automóveis competiram para criar a tecnologia que embasará uma revolução que pode redefinir a indústria de veículos e transformar o transporte.

Os objetivos foram mais modestos para os concorrentes na Thunderhill West, no segundo desafio de Self Racing Cars. Todos os carros competiram com um piloto que pudesse intervir caso necessário e apenas quatro dos nove completaram a corrida sem ajuda humana.

A startup Point One, que oferece serviços de localização, foi a vencedora não oficial quando seu carro completou o trajeto em 3 minutos e 37,9 segundos.

“Algum dia você verá máquinas fazendo coisas que as pessoas não são capazes de fazer”, disse Joshua Schatter, organizador da Self Racing Cars.

Para as pequenas companhias e estudantes, a corrida ofereceu um grande e seguro ambiente de teste. Decidir como diminuir a velocidade em uma curva, por exemplo, é uma grande questão para os carros sem condutores, e as statups não podem necessariamente bancar o acesso a importantes instalações de teste sem pedestres.

Estudantes da Udacity, uma instituição de ensino online, usaram inteligência artificial para ensinar o carro a se dirigir enquanto ele se movia, usando um carro da companhia de software PolySync. Em uma tentativa pelo percurso no domingo, o carro completou algumas voltas pelo trajeto por si próprio e um piloto humano teve de interferir para mantê-lo no asfalto.

A chamada Bay Area de San Francisco é o centro de empresas focadas em construir um carro autônomo comercial. A região é usada para testar carros pelas ruas de San Francisco com um motorista atrás do volante.

Alguns deles estão indo bem, dados recentes mostraram que o carro da Waymo já percorreu 8.000 quilômetros antes de precisar de intervenção de um motorista humano.

Por Peter Henderson

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below