3 de Maio de 2017 / às 17:25 / 7 meses atrás

Mercado digital impulsiona ganhos do New York Times

(Reuters) - O The New York Times reportou o maior crescimento da receita trimestral em seis anos, superando estimativas do mercado, como a disparada das assinaturas digitais em meio às eleições presidenciais norte-americanas.

A companhia adicionou 308 mil novos assinantes digitais no trimestre, superando o recorde trimestral anterior de 276 mil.

A receita total cresceu 5,1 por cento para 398,8 milhões de dólares, superando a média das estimativas de analistas de 381,96 milhões de dólares, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S.

A receita com anúncios digitais, que agora representa cerca de 38 por cento da receita total com propaganda, cresceu 18,9 por cento, para 49,7 milhões de dólares. A receita com anúncios impressos continuou a cair, com queda de 17,9 por cento para 80,4 milhões de dólares no trimestre.

O jornal tem investido forte para impulsionar as ofertas digitais com foco em dispositivos móveis e marketing de marca, bem como outros serviços para atrair leitores.

Os lucros operacionais cresceram 4,5 por cento para 367,4 milhões de dólares no período. A empresa tomou medidas de redução de custos, incluindo demissões e o encerramento de algumas operações em Paris.

O lucro líquido atribuível a empresa foi de 13,2 milhões de dólares, comparado com perda de 8,3 milhões de dólares em 2016.

Por Laharee Chatterjee

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below