4 de Maio de 2017 / às 23:02 / em 7 meses

Satélite lançado na Guiana Francesa vai democratizar banda larga no Brasil, diz Temer

BRASÍLIA (Reuters) - O Satélite Geostacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas lançado nesta quinta-feira na Guiana Francesa, vai levar a banda larga a todo o pais, disse o presidente Michel Temer numa base da Força Aérea em Brasília, após acompanhar a transmissão da decolagem do foguete carregando o equipamento.

Com investimento de 2,78 bilhões de reais, o satélite foi montado pela francesa Thales Alenia Space, contratada pela empresa brasileira Visiona, uma joint-venture entre a Embraer e a estatal de telecomunicações Telebras.

“Com isso, nós vamos democratizar o fenômeno digital no nosso país, já que a banda larga vai atingir todos os recantos do nosso país”, disse Temer.

Além do uso civil da banda larga, o satélite vai também transmitir dados para as Forças Armadas do país. O ministro da Defesa, Raul Jungmann, disse que este será o primeiro satélite operado estritamente pelo Brasil. “Vai garantir nossa soberania e blindar as comunicações estratégicas do Brasil”, disse.

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, disse que técnicos do país acompanharam a montagem do satélite na França e a transferência de tecnologia permitirá que o Brasil produza satélites em algumas décadas.

“Em alguns meses vamos iniciar o planejamento da continuidade desse programa”, disse Kassab.

Por Leonardo Goy e Lisandra Paraguassu

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below