11 de Maio de 2017 / às 17:43 / em 7 meses

Blogueiro russo que jogou Pokémon Go em igreja evita prisão

ECATERIMBURGO, Rússia (Reuters) - Um tribunal russo sentenciou nesta quinta-feira a três anos e meio de prisão com pena suspensa um blogueiro que foi detido depois de jogar Pokémon Go dentro de uma igreja ortodoxa russa no ano passado.

Ruslan Sokolovsky foi considerado culpado de incitar ódio religioso depois de publicar um vídeo no YouTube onde aparece jogando Pokémon Go em seu celular na igreja. O vídeo ganhou mais de 1,9 milhão de visualizações.

No vídeo, Sokolovsky compara Jesus Cristo com um Pokémon e diz que decidiu jogar dentro da igreja porque tinha visto uma notícia dizendo que as pessoas que fizessem isso poderiam ser multadas ou presas.

O tribunal também sentenciou o blogueiro de 22 anos a 160 horas de trabalho comunitário e disse para ele não aparecer em locais públicos.

“Eu estou satisfeito. Eu não vou jogar Pokémon, já está fora de moda”, disse Sokolovsky depois da sentença. Seu advogado disse que o blogueiro não apelaria do veredito.

Incitar ódio religioso foi a mesma acusação usada para processar a banda de punk Pussy Riot em 2012, quando o grupo organizou um protesto em uma catedral contra o Presidente russo Vladmir Puttin. Dois integrantes da banda foram presos por dois anos.

Por Andrey Ostroukh e Christian Lowe

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below