18 de Outubro de 2017 / às 19:45 / em 2 meses

SpaceX e Spacecom lançarão novo satélite após explosão em 2016

JERUSALÉM, (Reuters) - A israelense Space Communications assinou acordo com a SpaceX, de Elon Musk, para lançar dois satélites de comunicação em órbita, após uma tentativa anterior ter sido um desastre.

A explosão de um foguete Falcon 9 no ano passado em Cabo Canaveral, na Flórida, foi um grande golpe para a operadora israelense de satélites. Mas a Space disse nesta quarta-feira que o primeiro satélite novo, Amos-17, seria posto em órbita em 2019 a bordo de um foguete Falcon 9, da SpaceX, sem custo extra.

A Spacecom concordou em pagar à SpaceX até 62 milhões de dólares para lançar um segundo satélite, Amos-8, um ano depois.

Os acordos são boas notícias para a Spacecom após seguidos revezes, além da explosão da SpaceX. Em 2015, a empresa perdeu contato com um satélites e, no início do ano, seu acionista controlador virou alvo de investigação de valores mobiliários.

O Amos-17, comprado da Boeing Satellite Systems por 161 milhões de dólares, tem como objetivo expandir e fortalecer a cobertura da Spacecom sobre os crescentes mercados de serviços de satélites na África, Oriente Médio e Europa.

O lançamento está agendado para o segundo trimestre de 2019 e o satélite deve opera por 19 anos. Já o lançamento do Amos-8 deve ocorrer no segundo semestre de 2020.

Por Ari Rabinovitch

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below