3 de Novembro de 2017 / às 12:58 / em um mês

Apple prevê fortes vendas em temporada de festas e programação normal para iPhone X

SAN FRANCISCO (Reuters) - A Apple divulgou na quinta-feira lucro melhor do que o esperado e ofereceu uma previsão otimista para a temporada de compras de fim de ano, aliviando as preocupações dos investidores sobre atrasos na produção do novo iPhone X e demonstrando força notável em toda a sua crescente linha de produtos e serviços.

Homem usa o celular em frente a loja da Apple em Xangai, China 30/7/2017 REUTERS/Aly Song

O balanço estelar veio exatamente no início das vendas do iPhone X na Austrália. Longas filas estavam se formando nas lojas da Apple em todo o mundo, lembrando o frenesi dos consumidores que ocorreu nas primeiras versões do iPhone, mas desapareceu nos lançamentos mais recentes.

Com a oferta potencialmente restrita, alguns compradores australianos estavam planejando vender seus novos dispositivos por até 3 mil dólares australianos, quase o dobro do preço de venda de 1.579 dólares australianos.

As ações da Apple subiram 4 por cento após o fechamento dos mercados na quinta-feira, atingindo máxima recorde, com os analistas elogiando o presidente-executivo, Tim Cook, e especulando que a Apple pode se tornar a primeira empresa listada em bolsa a valer 1 trilhão de dólares.

A Apple previu receita no seu primeiro trimestre fiscal (outubro a dezembro) entre 84 bilhões a 87 bilhões de dólares, no topo das expectativas dos analistas, de 84,18 bilhões de dólares, de acordo com a Thomson Reuters I/B/E/S.

A empresa disse que vendeu 46,7 milhões de iPhones no quarto trimestre encerrado em 30 de setembro, acima das estimativas dos analistas de 46,4 milhões de unidades, de acordo com a empresa de análise e dados financeiros FactSet. No entanto, o preço médio de venda de 618 dólares ficou abaixo das previsões de 638 dólares.

O lucro líquido da companhia foi de 10,71 bilhões de dólares, ou 2,07 dólar por ação, no trimestre de julho a setembro, ante 9,01 bilhões de dólares, ou 1,67 dólar por ação, um ano antes. Isso superou a estimativa média dos analistas de 1,87 dólar por ação.

Há apenas algumas semanas, a Apple parecia ter sofrido um raro contratempo com o atraso no lançamento do iPhone X e rumores de problemas na produção que poderiam limitar a oferta.

Mas os executivos da Apple minimizaram as preocupações na quinta-feira, com o vice-presidente financeiro Luca Maestri dizendo à Reuters que a empresa estava “bastante feliz” com a forma como a fabricação do iPhone X estava progredindo.

Os analistas estão ansiosos para ver se a Apple conseguirá atender a demanda pelo iPhone X durante o trimestre crucial das compras de fim de ano, com a maioria dizendo que provavelmente isso ocorrerá somente no próximo ano.

Bob O‘Donnell, chefe da Techanalysis Research, advertiu que, se a Apple não puder atender a demanda pelo iPhone X durante o trimestre das festas de fim de ano, isso pode levar os compradores a esperarem até o primeiro trimestre de 2018 e, a essa altura, talvez já tenham gasto o dinheiro com outros produtos.

“O que nós não sabemos é: quanto tempo vai durar esse primeiro grupo (de compradores de iPhone?)”, disse O‘Donnell.

A Apple também disse voltou a ter crescimento de receita na China, com 9,8 bilhões de dólares em comparação a 8 bilhões de dólares há um ano, impulsionada por aumento de dois dígitos nas vendas de iPhone. Maestri também disse à Reuters que a empresa dobrou sua receita na Índia durante o quarto trimestre fiscal, embora ele não tenha dado detalhes.

Por Pushkala Aripaka e Stephen Nellis

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below