9 de Novembro de 2017 / às 22:23 / em um mês

Adiamento de assembleia de credores dá mais tempo para soluções para Oi, diz AGU

BRASÍLIA (Reuters) - A ministra da Advocacia Geral da União (AGU), Grace Mendonça, disse nesta quarta-feira que a diluição das participações dos atuais acionistas da Oi é um dos cenários com os quais trabalha o grupo de trabalho por ela liderado e voltou a dizer que não está trabalhando com a perspectiva de intervenção na empresa.

“Essa (a diluição dos acionistas) é uma das questões, uma das vertentes de todo esse trabalho, desse esforço. É um cenário, mas temos a preocupação e atenção mais do que redobrada para que os espaços institucionais sejam respeitados”, disse a ministra, ressaltando que o governo tem cuidado dos aspectos públicos da situação da operadora e respeita os espaços privados de negociação.

Em entrevista a jornalistas após deixar sessão do Supremo Tribunal Federal (STF), Grace disse que o adiamento na assembleia de credores da Oi para 7 de dezembro, decidido mais cedo nesta quinta-feira, dará mais tempo para aperfeiçoamento de soluções para a empresa, que deve cerca de 65 bilhões de reais e fez o pedido de recuperação em junho do ano passado.

Questionada sobra a hipótese de intervenção federal na operadora, a ministra disse que o grupo de trabalho por ela liderado não trabalha com essa hipótese.

“Não trabalhamos com a perspectiva da intervenção. Trabalhamos com a perspectiva da recuperação e da saúde da empresa”, disse Grace.

Por Leonardo Goy

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below