17 de Novembro de 2017 / às 19:31 / em 24 dias

SAP vê margens recuperação de margens a partir de 2018

BARCELONA, Espanha (Reuters) - A maior produtora de software da Europa, SAP, espera início de recuperação de margens a partir de 2018, depois de três anos de quedas, afirmou o vice-presidente financeiro da companhia, Luka Mucic, nesta sexta-feira.

A companhia alemã atravessa uma transição para oferta de serviços de computação em nuvem a seus clientes e 2017 deve marcar isso sobre as margens, após gastos com centrais de processamento de dados e readequação de equipes.

“Vemos agora o advento de um período em que o ponto de inflexão da margem deverá chegar em breve”, disse Mucic durante conferência de tecnologia em Barcelona.

Analistas, em média, esperam que as margens da SAP atinjam o fundo neste ano ao redor de 29 por cento, antes de começarem a voltar a subir em 2018.

O executivo afirmou que a SAP não tem planos de retomar aquisições de grande escala que acelerarem a mudança da companhia de sistema de software embalado para software vendido como serviço por meio da computação em nuvem.

“Continuaremos a buscar oportunidades para expandir nosso portfólio”, comentou o executivo, frisando que a empresa, porém, vai se dedicar a acordos menores e focados em tecnologia.

Em 2014, a SAP pagou 8,3 bilhões de dólares na aquisição da empresa de gestão de despesas e viagens Concur. O acordo foi a maior compra de ativo promovida pelo grupo alemão.

Por Douglas Busvine e Eric Auchard

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below