28 de Novembro de 2017 / às 14:21 / em 20 dias

Ericsson vê assinaturas de 5G atingindo marca de 1 bi em 2023

ESTOCOLMO (Reuters) - A fabricante de equipamentos de redes de telecomunicações Ericsson vê o número de assinaturas de 5G quase dobrando em 2023 ante 2022, chegando a 1 bilhão, no que pode ser um ano de avanço global para a tecnologia emergente.

Foto de arquivo mostra escritório da Ericsson em Lund, Suécia 18/09/2014 REUTERS/Stig-Ake Jonsson/TT News Agency/File Photo

A Ásia deve corresponder a cerca de metade de todas as assinaturas de 5G até o fim de 2023, disse o chefe de marketing do segmento de Redes da Ericsson, Patrik Cerwall.

A indústria de telecomunicações está passando pelo período mais difícil em um ciclo de uma década, conforme a demanda por equipamentos para 4G e as antigas 2G e 3G diminui, enquanto a procura forte por redes 5G da próxima geração ainda está há alguns anos de distância.

“Nós veremos os primeiros assinantes de 5G em 2018, o que crescerá rapidamente, basicamente tão rápido quanto o 4G, talvez até mais”, disse Cerwall

A Ericsson, que fez sua primeira estimativa para 2023 no relatório Mobility Report, vê um total de 9,1 bilhões de assinaturas de dispositivos móveis no fim de 2023 e espera que o 4G torne-se a tecnologia móvel dominante até o fim de 2017.

A nova geração da tecnologia para celulares deve não apenas trazer maior velocidade de dados como também acomodar melhor uma ampla gama de dispositivos conectados.

Por Olof Swahnberg

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below