February 5, 2018 / 4:17 PM / 6 months ago

Amazon fecha acordo fiscal com França, sem revelar valores

PARIS (Reuters) - A Amazon disse nesta segunda-feira que resolveu uma longa disputa com as autoridades fiscais francesas, que cobram quase 200 milhões de euros (249 milhões de dólares) da gigante de varejo online.

Bandeira da Amazon em centro de logística da empresa em Dortmund, Alemanha 14/11/2017 REUTERS/Thilo Schmuelgen

Nem a Amazon nem as autoridades francesas revelaram os termos do acordo.

A varejista reconheceu pela primeira vez em 2012 que o governo francês estava cobrando impostos, juros e multas relativos aos exercícios fiscais de 2006 a 2010, devido à “alocação de renda entre jurisdições estrangeiras”.

“Chegamos a um acordo geral com as autoridades francesas em questões passadas”, disse uma porta-voz da Amazon France em email para a Reuters.

No passado, a Amazon foi criticada por reduzir o pagamento de impostos na França e outros países europeus, ao canalizar vendas por Luxemburgo, que oferece incentivos fiscais à empresas estrangeiras baseadas no país.

A varejista disse que montou uma filial na França em 2015 e agora registra vendas, encargos e lucros no país.

O governo francês abriu a porta para negociar acordos em casos antigos de impostos depois que perdeu um processo judicial contra o Google em julho passado.

Desde então, o governo francês também tem pressionado fortemente a União Europeia para criar novas regras para taxar as empresas online com base em suas receitas, ao invés de apenas em seus lucros no presente.

Por Myriam Rivet

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below