February 8, 2018 / 3:27 PM / 4 months ago

YouTube não encontrou evidências de envolvimento russo no Brexit

WASHINGTON (Reuters) - O YouTube não encontrou evidências de interferência russa no referendo sobre o Brexit em 2016, disse um executivo durante um inquérito do comitê parlamentar britânico sobre notícias falsas.

Logo do YouTube durante evento em Los Angeles, Estados Unidos 21/10/2015 REUTERS/Lucy Nicholson

Juniper Downs, chefe global de políticas públicas do YouTube disse que a divisão do Google, da Alphabet, não encontrou “nenhuma evidência de interferência russa no Brexit”.

As relações entre a Rússia e o Reino Unido são tensas. A primeira-ministra britânica Theresa May, no ano passado, acusou Moscou de agressão militar e disse que havia evidências de envolvimento da Rússia em eleições estrangeiras.

O Kremlin, que durante a administração do presidente Vladimir Putin recuperou a influência global perdida quando a União Soviética entrou em colapso, negou envolvimento nas eleições do Ocidente e disse que a histeria anti-Rússia está se espalhando nos Estados Unidos e na Europa.

Por Mark Hosenball

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below