March 26, 2018 / 3:01 PM / 4 months ago

Polícia da Espanha prende suposto mentor de roubos cibernéticos a bancos de U$1,2 bilhão

AMSTERDÃ (Reuters) - A polícia da Espanha prendeu o suposto líder de uma gangue de criminosos cibernéticos que roubou até 1,2 bilhão de dólares de bancos, ao alterar saldos e instruindo caixas automáticos a liberarem dinheiro, disse a Europol nesta segunda-feira.

A pessoa suspeita de estar por trás dos ataques com vírus conhecidos como “Carbanak” e “Cobalt” foi presa em Alicante graças a uma cooperação entre forças policiais dos Estados Unidos, da Ásia e da Europa, disse a polícia europeia, sem dar informações sobre a identidade do suspeito.

A Europol disse que o grupo operava desde 2013, com membros em 40 países, e realizou ataques contra 100 instituições financeiras. Eles visaram funcionários de bancos com emails, infectando seus computadores e usando-os como uma base para tomar o controle das redes e dos servidores bancários.

“Com este nível de acesso, os indivíduos nefastos autorizam transferências bancárias fraudulentas, elevam os saldos de contas e fazem caixas automáticos soltarem dinheiro para eles”, informou a Europol.

“Depois eles pegam o dinheiro e o convertem em criptomoedas”.

A Europol disse que o FBI, autoridades da Romênia, de Belarus e de Taiwan e empresas particulares de cibersegurança ajudaram no caso.

    (Por Toby Sterling)

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below