May 2, 2018 / 9:53 PM / 6 months ago

UPS avalia estratégia para entregar mercadorias volumosas e acelerar o crescimento

(Reuters) - A United Parcel Service está em negociações com pelo menos uma empresa norte-americana de caminhões para lançar um serviço de entrega a domicílio de produtos grandes e pesados ​​como sofás e esteiras ergométricas, buscando lucrar em um dos segmentos de varejo online que mais cresce.

Entregador da UPS descarrega pacotes de caminhão em Nova York, EUA 05/03/2014 REUTERS/Brendan McDermid

A UPS e sua rival FedEx atualmente entregam pacotes de até 68,04 quilos na porta da casa de uma pessoa, e não carregam pacotes dentro da casa ou lidam com os chamados serviços de “luvas brancas” como montagem de produtos ou instalação.

A UPS informou à Reuters que agora está de olho no negócio de entrega de móveis - um dos segmentos de mais rápido crescimento do varejo online - com a Amazon.com, Wayfair e outras empresas de comércio eletrônico competindo por participação de mercado contra cadeias como Crate and Barrel e big-box.

Uma fonte familiarizada com o assunto disse que a UPS está em negociações para contratar a Werner Enterprises para ajudar a competir nesta área, potencialmente até o final do ano. A Werner lançou seu serviço de última milha em 2016 e o vem desenvolvendo no último ano.

Os detalhes de uma possível parceria permanecem obscuros, dados os estágios iniciais das discussões, acrescentou a fonte.

Werner se recusou a comentar o assunto, e a UPS não identificou com quem está negociando.

O serviço de última milha é um mercado que o economista Noel Perry, da Transport Futures, disse que pode crescer para cerca de 12 bilhões de dólares na próxima década, ante cerca de 3,7 bilhões de dólares atualmente, devido em grande parte ao crescente apetite dos consumidores mais jovens para comprar de tudo, desde churrasqueiras e colchões para mesas de sala de jantar online.

“A terceirização para uma empresa de caminhões permitiria que a UPS entrasse no negócio de última milha sem comprometer seu próprio capital antecipadamente para expandir sua frota ou adquirir uma infraestrutura de fim de linha e quilometragem final, como terminais”, disse Ben Hartford, analista da RW Baird.

Isso poderia ser uma notícia positiva para os investidores da UPS que estão esperando a materialização da promessa do presidente-executivo, David Abney, de entregar margens mais altas, injetando bilhões de dólares em atualizações e expansões de rede.

Quando questionado sobre a estratégia com produtos volumosos em entrevista à Reuters, o diretor de operações da UPS, Jim Barber, disse que a empresa decidiu que não pode ignorar a crescente demanda por entregas domésticas de móveis, colchões e esteiras, e está avaliando diferentes maneiras de lidar com a carga maior.

Por Eric M. Johnson

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below