June 25, 2018 / 9:37 PM / in a month

"Reino espacial" busca cidadãos para viverem fora da Terra em breve

VIENA (Reuters) - Sente como se o mundo estivesse acabando? Quer ficar longe de tudo? Aqui está uma solução: tornar-se cidadão da nação de Asgardia e esperar que ela cumpra sua promessa de colonizar a Lua.

Posse do primeiro líder da Nação Asgardiana, Igor Ashurbeyli, em Viena, Áustria. 25/06/2018 REUTERS/Lisi Niesner

Asgardia foi fundada há apenas 20 meses e já tem cerca de 200 mil cidadãos, uma constituição, um parlamento eleito, e seu líder, Igor Ashurbeyli, foi empossado nesta segunda-feira.

Ele também tem ambições grandiosas. Quer criar uma comunidade de 150 milhões de habitantes em 10 anos e planeja criar “arcas espaciais” com gravidade artificial, onde os seres humanos poderiam viver permanentemente no espaço.

“Este dia certamente será registrado nos anais dos maiores eventos da história da humanidade”, disse Ashurbeyli em discurso de posse para uma audiência de várias centenas de pessoas no antigo palácio imperial de Hofburg, em Viena.

Asgardia - em homenagem a Asgard, um mundo no céu na mitologia nórdica - diz que seus cidadãos agora vivem em mais de 200 países do mundo, superando os 193 Estados-membros das Nações Unidas. Tornar-se um cidadão online do reino é gratuito.

O reino quer atrair 2 por cento da população “mais criativa” do mundo. Questionado sobre como estavam indo os trabalhos, Ashurbeyli respondeu que “o processo de seleção de cidadãos continua. Poderá envolver até testes de QI”.

Ashurbeyli, um engenheiro russo, cientista da computação e empresário, disse que pretende ter satélites fornecendo acesso à Internet em todo o mundo em cinco a sete anos, arcas espaciais dentro 10 a 15 anos e, finalmente, estabelecer um assentamento permanente na Lua dentro de 25 anos.

Asgardianos agora pagam uma taxa de associação anual de 100 euros. O reino planeja arrecadar impostos sobre as empresas e sobre a renda, que, segundo o reino, serão muito baixos.

“Para esta fase inicial da nacionalidade asgardiana... sou o principal responsável por seu financiamento, junto com vários outros doadores que são cidadãos de Asgardia”, disse ele.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below