August 14, 2018 / 6:48 PM / a month ago

MPF defende inclusão de investigações penais nas normas de proteção de dados pessoais

BRASÍLIA (Reuters) - O Ministério Público Federal (MPF) defendeu nesta terça-feira que o presidente Michel Temer vete o item do projeto de lei que trata da proteção de dados pessoais que exclui investigações criminais das normas de proteção, sob pena de comprometer a cooperação jurídica com outros países.

Em nota enviada à Casa Civil, o MPF argumentou que as normas de proteção de dados devem ser aplicadas aos órgãos de segurança pública quando coletam, manipulam e difundem informações pessoais de investigados, suspeitos, réus, vítimas, testemunhas, peritos e funcionários que atuam na investigação criminal.

“Essa inclusão não compromete a efetividade das investigações, além de garantir transparência e beneficiar os cidadãos”, disse o MPF.

Temer tem até esta terça-feira para sancionar o projeto.

O MPF também sugere que Temer mantenha o item do projeto que prevê a criação da Autoridade Nacional de Proteção de Dados.

Reportagem de Ricardo Brito; texto de Raquel Stenzel

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below