August 15, 2018 / 3:54 PM / a month ago

Investidor dos EUA processa AT&T por perda de US$224 mi com criptomoeda

NOVA YORK (Reuters) - O investidor norte-americano Michael Terpin entrou com uma ação na quarta-feira avaliada em 224 milhões de dólares contra a AT&T, acusando a empresa de telecomunicação de fraude e negligência em relação ao roubo de tokens de moeda digital de sua conta pessoal.

REUTERS/Edgard Garrido

Em uma denúncia de 69 páginas apresentada ao Tribunal Distrital dos EUA em Los Angeles, Terpin alegou que em 7 de janeiro de 2018 os tokens foram roubados por meio do que ele alegou ser um “roubo de identidade digital” de sua conta de celular. Na denúncia, ele disse que a AT&T era seu provedor.

Em uma resposta por e-mail, um porta-voz da AT&T disse: “Nós contestamos essas alegações e esperamos apresentar nosso caso no tribunal.”

Na época do roubo, os 3 milhões de tokens roubados valiam 23,8 milhões de dólares, segundo a denúncia. Terpin também está pedindo 200 milhões de dólares em indenizações punitivas.

Segundo a ação, a AT&T tinha sido previamente contatada pelas autoridades policiais sobre tais fraudes.

As criptomoedas tem uma capitalização de mercado de cerca de 200 bilhões de dólares, de acordo com dados do coinmarketcap.com. Nove anos após o surgimento do bitcoin— a criptomoeda mais conhecida—, o mercado viu o surgimento de mais de 1.800 moedas digitais.

Terpin, representado pela empresa Greenberg Glusker, de Los Angeles, alegou na ação que, após o roubo da moeda digital, sua conta de celular foi transferida para uma gangue de criminosos internacionais.

O investidor foi cofundador do primeiro grupo de “anjos” para investidores em bitcoin, BitAngels, no início de 2013, e do primeiro fundo digital em moeda, o BitAngels/Dapps Fund, em março de 2014. Ele é consultor sênior do Alphabit Fund, um dos maiores hedge funds de criptomoedas do mundo.

A ação alegou que o roubo dos tokens ocorreu por meio do que é chamado de fraude de troca SIM. SIM significa módulo de identificação de assinante e os cartões SIM são usados ​​para autenticar assinantes de telefones celulares.

A troca de SIM consiste em enganar um provedor para transferir o número de telefone de um assinante para um cartão SIM controlado por outra pessoa. Assim que essa pessoa obtiver o número de telefone, pode usá-lo para redefinir as senhas de assinante e acessar as contas online.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below