December 3, 2018 / 5:09 PM / 11 days ago

China impulsiona expansão dos pedidos de marcas e patentes, diz ONU

Sede da Organização das Nações Unidas em Nova York, EUA 22/09/2016 REUTERS/Carlo Allegri

GENEBRA (Reuters) - A China foi a força motriz para um salto de 30 por cento nos registros de marcas em 2017, à medida que a inovação se transformou no campo de batalha principal entre as economias mundiais, disse a Organização Mundial de Propriedade Intelectual (Ompi) da ONU nesta segunda-feira.

Os números mostraram que os registros de marcas atingiram 9,1 milhões no ano passado, enquanto os pedidos de patentes aumentaram 5,8 por cento, para 3,2 milhões, disse o diretor-geral da OMPI, Francis Gurry.

A Ásia respondeu por 65,1 por cento dos pedidos de patentes, 66,6 por cento dos pedidos de registro de marcas e 67,9 por cento dos aplicativos de design.

“Isso foi obviamente impulsionado pela China”, disse Gurry.

“A inovação é cada vez mais o campo de batalha para a vantagem econômica entre as principais economias”, disse ele. “Esta é uma transformação extraordinária que ocorreu em um período relativamente curto de tempo.”

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, alvejou a China com uma série de tarifas e uma disputa na Organização Mundial do Comércio, acusando o país de roubar inovação dos EUA. A União Europeia fechou provisoriamente um acordo com regras para controlar os investimentos chineses e proteger as tecnologias e infraestuturas estratégicas da UE.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below