October 10, 2019 / 5:17 PM / a month ago

Antes de lançamento da libra, criptomoeda XRP ganha espaço no comércio tradicional

LONDRES (Reuters) - A libra do Facebook pode estar ocupando todas as manchetes no momento, mas já existe uma grande criptomoeda que ganhou espaço no comércio tradicional.

13/12/2017 REUTERS/Kim Hong-Ji

A XRP, a terceira maior criptomoeda por valor de mercado, busca ter sucesso onde o bitcoin e outras moedas digitais falharam em grande parte: fornecendo transações rápidas e de baixo custo.

Em um raro exemplo de uma criptomoeda encontrando um uso prático além da negociação especulativa, ela ganhou uma certa tração, com algumas grandes empresas financeiras usando a XRP para pagamentos internacionais.

No entanto, o preço da XRP, também chamada de Ripple, caiu um quarto até agora este ano, mesmo que o bitcoin tenha mais do que dobrado e outras moedas menores, como a ethereum, tenham conseguido pequenos ganhos.

O desempenho do preço da XRP vai contra as suposições de uma correlação positiva entre o uso no mundo real e o preço das criptomoedas. O fato de que o bitcoin, a maior moeda digital de longe, tenha conquistado uma fatia ainda maior do mercado este ano é um sinal de que investidores que procuram capitalizar com a volatilidade de preços continuam sendo o principal motor da indústria.

QUAL É A IDEIA?

A XRP, lançada há sete anos, é um dos exemplos mais bem sucedidos, até agora, de tentativas de construir criptomoedas capazes de entrar no comércio e no mercado financeiro.

Ela foi desenvolvida pela empresa de tecnologia Ripple, sediada na Califórnia, que oferece uma plataforma de pagamentos baseada em blockchain. A XRP pretende funcionar como uma espécie de ponte para os pagamentos internacionais das empresas que utilizam a Ripple e pode também ser utilizada para o comércio eletrônico e transferências ‘peer-to-peer’ (P2P, pessoa para pessoa).

A moeda foi projetada para ajudar essas empresas - desde provedores de pagamentos até empresas de entregas - a liquidar transações instantaneamente, pagar taxas mais baixas e liberar capital normalmente vinculado a pagamentos usando dinheiro tradicional.

A Ripple diz que os pagamentos usando a XRP são liquidados em quatro segundos, em comparação com mais de uma hora para o bitcoin e três a cinco dias para sistemas tradicionais.

“Na verdade, é muito menos exposição e risco”, disse Monica Long, vice-presidente sênior de marketing e comunicações da Ripple.

O QUE DIFERE A XRP DO BITCOIN?

A XRP, como a libra, afasta-se do bitcoin, a criptomoeda original, que visava contornar o sistema financeiro, dispensando uma autoridade central.

Uma equipe de desenvolvedores da Ripple mantém o software de registro da XRP, administrando a tecnologia. Isso, potencialmente, significa que as empresas estão mais confortáveis lidando com a XRP do que com bitcoin, que é em grande parte não supervisionado e não regulamentado.

A forma como a XRP é produzida também é diferente.

Enquanto “mineradores” de bitcoins competem entre si usando computadores poderosos para ganhar novas moedas, toda a oferta de 100 bilhões de XRP foi criada no seu lançamento.

A Ripple agora detém grandes reservas de XRP em contas de depósito, vendendo os tokens a grandes investidores para aumentar a liquidez e ampliar a disseminação da tecnologia. Isso significa que a empresa centralizou o controle sobre o fornecimento da XRP.

E A LIBRA?

Embora existam algumas semelhanças entre a libra e a XRP, diferenças notáveis também existem.

Ambas as moedas visam resolver problemas no setor de pagamentos, desde taxas de intermediação elevadas até longos períodos de transferência. No entanto, o público-alvo da libra é diferente, com o Facebook dizendo que oferecerá às pessoas que não possuem contas bancárias acesso a transferências de dinheiro mais fáceis. A XRP, ao contrário, é direcionada a empresas financeiras tradicionais.

E enquanto o valor da XRP flutua, o da libra não: é uma “moeda estável” cujo apoio por ativos tradicionais, como depósitos bancários e títulos públicos de curto prazo, é projetado para diminuir a volatilidade.

No entanto, a libra, que enfrenta forte oposição de políticos e reguladores, pode afetar as perspectivas da XRP, até porque os 2,4 bilhões de usuários do Facebook dão à moeda uma base de usuários existente.

COMO O MERCADO REAGIU?

A queda de 25% este ano veio apesar de a XRP ter ganho alguma força no setor de pagamentos globais, que abrange desde pagamentos com cartão até transferências internacionais e, de acordo com a consultoria Accenture, vale cerca de 1,5 trilhão de dólares este ano.

Os players do mercado de criptomoedas dizem que as vendas da XRP pela Ripple aumentaram a pressão sobre os preços e atenuaram qualquer impulso vindo do progresso da XRP no setor de pagamentos.

“A Ripple precisa fornecer o token, para incentivar os gastos, o uso deles em seu sistema”, disse Denis Vinokourov, chefe de pesquisa da BeQuant, uma bolsa de criptomoedas em Londres. “É um mal necessário. Isso fere o preço no curto prazo, mas no longo prazo o seu uso acabará por aumentar.”

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below