for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Vendas da Tesla nos EUA caíram 39% no 3° trimestre

Logotipo da Tesla durante inauguação de fábrica da empresa em Xangai, China. 7/1/2019. REUTERS/Aly Song

(Reuters) - As vendas da Tesla no terceiro trimestre caíram 39% nos Estados Unidos, na primeira queda em mais de dois anos, mas as vendas na China e em outras regiões aumentaram, mostrou uma apresentação da companhia nesta terça-feira.

As vendas nos EUA, que representam a maior parte da receita total da empresa, caíram para 3,13 bilhões de dólares, contra 5,13 bilhões no ano anterior.

As vendas na China aumentaram 64%, para 669 milhões de dólares, e seu outro segmento, que cobre o resto do mundo, aumentou mais de um bilhão de dólares, para 1,83 bilhão, mostrou um documento.

Em seu balanço no início deste mês, a Tesla registrou queda de quase 8% na receita total, para 6,3 bilhões de dólares, abaixo da estimativa média dos analistas de 6,33 bilhões de dólares, de acordo com dados da Refinitiv. No balanço, a empresa não dividiu as vendas por região.

A Tesla, no entanto, surpreendeu os investidores registrando lucro trimestral, cumprindo a promessa do presidente-executivo Elon Musk, pois entregou um recorde de 97 mil carros.

A empresa disse que planeja entregar de 360 mil a 400 mil veículos em 2019 e que está muito confiante em exceder 360 mil entregas este ano.

A queda nas vendas nos EUA no último trimestre se compara a um aumento de 55% no segundo trimestre encerrado em junho.

A Tesla tem buscado outros mercados, incluindo China e Europa, com Musk sob pressão para tornar a empresa lucrativa, enquanto investe em grandes projetos, que incluem uma fábrica e linha de montagem em Xangai e futuros modelos de veículos, como o SUV Model Y e um caminhão semi comercial.

Por Vibhuti Sharma e Indranil Sarkar

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up