January 29, 2020 / 4:46 PM / 6 months ago

Berkshire Hathaway desiste de jornais e vende negócios por US$140 mi

Warren Buffett, CEO da Berkshire Hathaway, com um jornal em mãos durante evento em Omaha, Nebraska (EUA) 06/05/2017 REUTERS/Rick Wilking

NOVA YORK (Reuters) - A Berkshire Hathaway, do bilionário Warren Buffett, venderá seus negócios relacionados a jornais para a Lee Enterprises por 140 milhões de dólares, abandonando um setor que o investidor defendia há muito tempo, mas que passa por deterioração de perspectivas financeiras.

A transação inclui 31 jornais diários e 49 semanais, incluindo o Omaha World-Herald na cidade natal da Berkshire, no Estado norte-americano do Nebraska. A Lee possui 50 jornais diários, incluindo o St. Louis Post-Dispatch, e desde julho de 2018 administra a maioria dos jornais da Berkshire.

Como parte da transação, a Berkshire também se tornará a única credora da Lee, refinanciando a dívida da empresa e emprestando 576 milhões de dólares a uma taxa de juros de 9%.

A Berkshire, que comprou a maioria de seus jornais na última década, não comentou o assunto.

Buffett disse aos acionistas no site da Berkshire que “não tem nenhum interesse” em vender bons negócios e está muito relutante em vender negócios com desempenho abaixo do esperado, que deveriam gerar capital e serem bem administrados. Mas ele lamentou o declínio da indústria jornalística, pois a internet priva os jornais tradicionais de fluxos de receita.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below