for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Coronavírus faz Ericsson desistir de conferência de tecnologia em Barcelona

REUTERS/Aly Song

ESTOCOLMO/PARIS (Reuters) - A fabricante sueca de equipamentos de telecomunicações Ericsson anunciou nesta sexta-feira desistência de participar da conferência internacional de tecnologia de Barcelona por causa de receios sobre o surto de coronavírus, tornando-se a segunda grande empresa expositora a abandonar o evento.

O Mobile World Congress, que normalmente atrai mais de 100 mil visitantes, tem estado no centro das atenções desde que a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou o surto de coronavírus como uma emergência de saúde pública internacional.

Antes da Ericsson, a sul-coreana LG Electronics já tinha anunciado que não participaria do evento marcado para entre 24 e 27 de fevereiro.

“Não podemos garantir a segurança de nossos funcionários e todas as pessoas que iriam visitar nosso stand”, disse a vice-presidente de marketing e comunicações da Ericsson, Stella Medlicott, à Reuters.

A organização GSMA, responsável pelo evento, afirmou que lamenta a decisão da Ericsson e que vai prosseguir com os preparativos para a conferência como planejado.

Até esta sexta-feira, o número de mortes causadas pelo vírus chegou a 637 e o número de casos confirmados soma 31.211, segundo a OMS. Outros 320 casos foram reportados em 27 países.

A GSMA anunciou nesta semana medidas para ajudar a conter uma eventual disseminação do vírus na conferência, incluindo a troca de microfones entre os palestrantes e instruções para todos os participantes adotarem como política cumprimentos sem apertos de mão.

As chinesas Huawei Technologies e ZTE Corp confirmaram participação na conferência.

Por Mathieu Rosemain em Paris, Niklas Pollard em Estocolmo e Douglas Busvine em Berlim

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up