for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

OneWeb lança 34 satélites de cosmódromo no Cazaquistão para oferta global de banda larga

Foguete Soyuz, carregando 34 satélites OneWeb, decola de uma base no Cazaquistão. ROSCOSMOS/Handout via REUTERS7/2/2020.

MOSCOU (Reuters) - A britânica OneWeb lançou 34 satélites do cosmódromo Baikonur, no Cazaquistão, nesta sexta-feira, como parte de projeto de oferta global de internet banda larga até 2021.

A operação marcou o segundo lançamento de satélites de um total de 21 planejados. A OneWeb já tinha lançado seis satélites da Guiana Francesa em fevereiro do ano passado.

O fundador da OneWeb, Greg Wyler, quer colocar 648 satélites em órbita e espera começar o serviço comercial neste ano.

A companhia atraiu cerca de 1,7 bilhão de dólares de Airbus, Coca-Cola, Virgin Group, Qualcomm e Softbank para a rede de satélites.

O sucesso do projeto depende em grande parte dos parceiros russos depois que a OneWeb assinou acordo em 2015 para lançar todos os seus satélites por meio de foguetes Soyuz.

Igor Komarov, ex-diretor geral da agência espacial russa Roscosmos, afirmou que o contrato vale mais de 1 bilhão de dólares.

Apesar de ser um importante cliente da indústria de foguetes da Rússia, a OneWeb tenta há dois anos obter frequências para trabalhar na Rússia, uma vez que a agência de segurança da Rússia, FSB, considera a OneWeb como uma ameaça à segurança nacional do país.

Por Nadezhda Tsydenova

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up