for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Novos chips da Qualcomm pretendem conectar smartphones a diferentes redes 5G

28/06/2019 REUTERS/Aly Song

(Reuters) - A Qualcomm lançou nesta terça-feira novos chips projetados para conectar smartphones a redes 5G que operam de maneira diferente em todo o mundo.

A Qualcomm é a maior fornecedora mundial de chips para celular. A empresa sediada em San Diego, Califórnia, disse que seu novo chip de modem X60, juntamente com um novo chip de antena, será o primeiro a agregar sinais enviados pelas frequências díspares usadas nas duas variantes de redes 5G, um recurso que a empresa disse que ajudará aumentar a velocidade de download.

As comunicações 5G, que visam melhorar as velocidades de transferência de dados e conectar mais dispositivos à internet, devem ser amplamente utilizadas até o final de 2020. A Qualcomm disse acreditar que entre 175 milhões e 225 milhões de smartphones 5G serão vendidos em 2020.

Em muitas regiões, as redes 5G usam as chamadas frequências sub6, mas em alguns mercados importantes, como os Estados Unidos, as redes também usarão frequências de ondas milimétricas para fornecer velocidades de dados mais rápidas em áreas densas, como cidades.

Os chips da Qualcomm podem lidar com ambas as variantes, e a empresa disse que o chip X60 é o primeiro a oferecer um recurso que permite que as empresas de telecomunicações enviem dados por várias frequências sem fio ao mesmo tempo para gerar velocidades mais rápidas.

A Qualcomm disse que começará a enviar amostras dos chips para seus clientes no primeiro trimestre deste ano e que eles começarão a serem usados em smartphones premium no início de 2021.

Por Stephen Nellis em San Francisco

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up