for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Peixe Latam negocia compra da Grow Mobility, dizem fontes

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - A empresa de comércio eletrônico Peixe Latam está em negociações avançadas para adquirir a Grow Mobility, disseram quatro pessoas com conhecimento do assunto, potencialmente o mais recente acordo em um setor movimentado, onde a lucratividade permanece como uma meta difícil.

10/01/2019 REUTERS/Daniel Becerril

Os termos do acordo ainda estão sendo finalizados. Um cenário em discussão é uma transação que não envolve dinheiro, na qual a Grow receberia ações da Peixe, disseram três das fontes.

A Grow, formada a partir da fusão da startup mexicana de patinetes elétricos Grin e sua contraparte brasileira Yellow no ano passado, está entre as startups mais importantes recentemente da América Latina, atraindo o interesse de investidores do Vale do Silício.

Mas a startup sediada na Cidade do México tem tido dificuldades nos últimos meses para encontrar um modelo de negócios sólido, segundo pessoas próximas à empresa.

O presidente da Grow, Sergio Romo, não quis comentar. O presidente da Peixe, Felipe Henriquez, não respondeu a um pedido de comentário. A Peixe também operou sob a marca Groupon LatAm após ter negócios comprados da chinesa Baidu pelo fundo latino de investimento Mountain Nazca em 2017.

A busca da Grow por um comprador reflete uma mudança mais ampla na indústria de patinetes compartilhados, à medida que empreendedores e investidores percebem que o setor pode acomodar apenas determinado número de participantes, dizem analistas.

Alguns especialistas da indústria de tecnologia se convenceram de que startups de mobilidade de bicicletas e patinetes fazem mais sentido como parte de um portfólio maior, do que como empresas independentes.

Em janeiro, a startup de patinetes da Califórnia, Bird, disse que iria adquirir a europeia Circ, sem divulgar detalhes financeiros do acordo, marcando uma consolidação ainda maior no setor.

As negociações entre Peixe e Grow ocorrem poucas semanas depois que a companhia de mobilidade encerrou em janeiro serviço com patinetes elétricas em 14 cidades do Brasil.

“A maior parte destas empresas foram um rápido boom e um rápido fracasso”, disse o analista Bob O’Donnell, da TECHnalysis Research.

“Tivemos muita gente tentando ver quem poderia superar os outros...Mas mesmo assim fica a questão, é um negócio viável?”

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up