for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Ciberataque atinge departamento de saúde dos EUA em meio à crise de coronavírus, diz Bloomberg

Ilustração mostra homem com notebook enquanto códigos de computação são projetados por cima dele 13/05/2017 REUTERS/Kacper Pempel

(Reuters) - O Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, parte essencial da resposta do país à pandemia de coronavírus, foi atingido por um ataque cibernético na noite de domingo, provocando uma resposta do Conselho Nacional de Segurança (NSC), informou a Bloomberg nesta segunda-feira.

Vários incidentes hackers pareciam desacelerar os sistemas do departamento, informou a Bloomberg, citando três pessoas familiarizadas com o assunto.

O ataque levou o NSC a fazer uma declaração no Twitter depois que autoridades norte-americanas perceberam que houve uma invasão e que informações falsas estavam circulando sobre a resposta ao coronavírus, informou a Bloomberg.

“Os rumores circulando por mensagens de texto de uma quarentena nacional são FALSOS. Não há uma paralisação nacional. @CDCgov tem e continuará publicando as últimas orientações sobre o Covid19. #Coronavírus”, escreveu a NSC na rede social durante a noite.

Os representantes do Departamento de Saúde não responderam imediatamente a pedido de comentário sobre a reportagem da Bloomberg. Representantes do NSC não puderam ser contatados imediatamente.

Por Susan Heavey e Caroline Humer

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up