for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

YouTube reduzirá qualidade do streaming na Europa devido ao coronavírus

28/03/2018 REUTERS/Dado Ruvic

BRUXELAS (Reuters) - O Youtube, da Alphabet, anunciou nesta sexta-feira que reduzirá sua qualidade do streaming de vídeos na União Europeia para evitar problemas na internet, já que milhares de europeus, em razão da pandemia de coronavírus, passaram a trabalhar em casa.

O YouTube é a segunda empresa, depois da Netflix, a agir depois que o chefe da indústria da UE, Thierry Breton, pediu às plataformas de streaming que reduzissem a qualidade de seus vídeos para evitar a sobrecarga da internet. Os vídeos representam uma parte substancial dos dados de tráfego da internet.

A mudança ocorreu depois que Breton conversou com o presidente-executivo da Alphabet, Sundar Pichai, e com a presidente-executiva do YouTube, Susan Wojcicki.

A empresa disse que até agora havia visto apenas alguns picos de uso, mas decidiu agir para minimizar o estresse no sistema.

Um porta-voz disse que a decisão inclui o Reino Unido e será inicialmente de 30 dias, sujeita a revisão.

Os provedores de telecomunicações da Europa, da Vodafone à Deutsche Telekom, relataram um aumento no tráfego de dados nos últimos dias.

Breton quer que a internet seja capaz de lidar com serviços cruciais, como assistência médica e aulas online, por milhares de crianças em casa durante o surto de coronavírus.

A Netflix disse na quinta-feira que reduziria as taxas de bits, que determinam a qualidade e o tamanho de seus arquivos de áudio e vídeo, em toda a Europa por 30 dias, reduzindo o tráfego nas redes europeias em cerca de 25%.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up