for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Sony tira Playstation Store da China do ar

12/09/2019 REUTERS/Issei Kato

HONG KONG (Reuters) - A Sony tirou do ar a PlayStation Store da China continental, dizendo que queria melhorar a segurança da loja online, em um movimento que impedirá temporariamente a venda de jogos no maior mercado de videogames do mundo.

A PlayStation China anunciou o fechamento em um comunicado em sua conta do Weibo no domingo, dizendo que era para uma “atualização de segurança do sistema” sem fornecer mais detalhes. A empresa também não especificou uma data de reabertura.

O fechamento, no entanto, vem na esteira de relatos nas redes sociais de que usuários do PlayStation na China continental conseguiam mudar para versões da loja no exterior através de uma brecha de segurança e contornar as restrições da China de baixar jogos não licenciados no país.

A Sony se recusou a comentar se os relatos haviam desempenhado algum papel no fechamento da loja e disse que o objetivo do desligamento temporário era aumentar a segurança dos serviços da loja.

As empresas, estrangeiras e chinesas, precisam obter uma licença do regulador de conteúdo do país antes de lançar qualquer jogo. Por anos, a China não aprovou jogos de console devido a preocupações de que games considerados violentos pelo governo possam ter um efeito prejudicial à saúde mental dos jovens.

Para cumprir as regras, as principais desenvolvedoras de jogos para consoles, Nintendo e Sony, montaram lojas online na China continental para jogos aprovados desde que entraram no mercado em 2015 e 2019, respectivamente.

Mas o número de jogos nessas lojas permanece limitado.

No ano passado, apenas 13 novos jogos foram adicionados à PlayStation Store da China. O Nintendo Switch só oferece três jogos em sua loja na China em parceria com a Tencent desde que começou a vender consoles no país em dezembro.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up