for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Sony se prepara para menor lucro em 4 anos após impacto de coronavírus

TÓQUIO (Reuters) - A Sony espera que o lucro operacional caia pelo menos 30% neste ano fiscal para o menor nível em quatro anos, à medida que a empresa antecipa um impacto na demanda por TVs, câmeras e sensores de imagem de smartphones por conta da pandemia de coronavírus.

14/02/2019. REUTERS/Simon Dawson

A Sony interrompeu a produção em algumas fábricas e sofreu interrupções na cadeia de fornecimento, já que governos de todo o mundo impuseram longas restrições ao movimento e às atividades comerciais para conter o vírus.

O vice-presidente financeiro da Sony, Hiroki Totoki, disse que o setor de eletrônicos de consumo, como TVs, “foi o mais atingido no momento, mas o impacto também se expandirá para outros negócios”.

A empresa de eletrônicos e entretenimento teve queda de 57% no lucro operacional no trimestre encerrado em março, para 35,45 bilhões de ienes (331 milhões de dólares), abaixo da média de 73,77 bilhões de ienes das estimativas de analistas, de acordo com dados da Refinitiv.

A Sony não forneceu previsões precisas para o ano fiscal atual que começou em abril, mas Totoki disse que os cálculos atuais mostram que o lucro deve cair “pelo menos cerca de 30%” em relação aos 845,46 bilhões de ienes no ano anterior.

O lucro previsto de menos de 600 bilhões de ienes seria o menor desde o ano que terminou em março de 2017, quando terremotos fecharam fábricas no sul do Japão que produzem sensores de imagem.

O impacto do vírus já reduziu o lucro operacional do grupo em 68,2 bilhões de ienes no ano encerrado em março, informou a Sony.

Um ponto positivo para a empresa foi a unidade de videogames, que teve declínio de lucro menor que o esperado no ano fiscal. O negócio teve um impacto positivo de 2,8 bilhões de ienes com a pandemia, já que consumidores presos em casa procuraram entretenimento, passando mais tempo jogando.

A Sony deve lançar o PlayStation 5 no final deste ano, sete anos após o lançamento do console do PS4.

A Sony reiterou o cronograma do final do ano para o lançamento do PS5, negando a especulação da mídia de que o coronavírus impactaria a produção e causaria um grande atraso na nova geração do console da companhia. A empresa, no entanto, foi forçada a anunciar atrasos em jogos importantes, como “The Last Of Us Part II”.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up