for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Japão quer lançar aplicativo de vigilância contra coronavírus na semana que vem

TÓQUIO (Reuters) - O Japão pretende lançar um aplicativo para smartphone baseado em tecnologia Apple e Google na próxima semana para ajudar a conter a disseminação do coronavírus por meio do constante monitoramento de pessoas que estiveram próximas do usuário, informou o Ministério da Saúde nesta sexta-feira.

O aplicativo usa a tecnologia de comunicação sem fio a curta distância Bluetooth para funcionar. Se um usuário do aplicativo estiver infectado, as pessoas que passaram mais de 15 minutos em um raio de 1 metro dele nos últimos 14 dias serão notificadas que tiveram contato próximo com uma pessoa infectada por coronavírus e receberão ordem para procurarem consulta médica.

O governo japonês afirma que a mensagem será enviada somente se o indivíduo infectado der consentimento e que a pessoa com diagnóstico positivo seguirá anônima para os destinatários da notificação.

“Ao conhecer a possibilidade de entrar em contato com alguém com resultado positivo para o novo coronavírus, os usuários (aplicativos) podem obter apoio precoce de um centro de saúde pública, com acesso a teste de diagnóstico”, informou o ministério japonês.

Dezenas de países lançaram ou planejam aplicativos de vigilância de contatos sob alegação de usarem a tecnologia informarem rapidamente as pessoas sobre uma possível exposição ao coronavírus, apesar de críticas de que o sistema viola a privacidade.

O governo japonês diz que o aplicativo não coleta nomes, números de telefone, localização e outras informações pessoais, apesar de monitorar constantemente as interações dos usuários e mandar alertas a outros.

O Japão teve até agora cerca de 17.300 casos confirmados de Covid-19 e 922 mortes.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up