for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

TikTok remove 380 mil vídeos de discurso de ódio nos EUA

REUTERS/Dado Ruvic

BANGALORE/LONDRES (Reuters) - O TikTok removeu mais de 380 mil vídeos nos Estados Unidos neste ano por violação de política contra discurso de ódio, afirmou a empresa nesta quinta-feira.

A companhia, controlada pela chinesa ByteDance, também disse que baniu mais de 1.300 contas por publicação de conteúdo relacionado a discurso de ódio.

O TikTok afirmou que tomou as medidas sobre conteúdos como assédio racial e que também tem uma política de tolerância zero sobre grupos de ódio organizados e conteúdo negacionista de “tragédias violentas” como o Holocausto ou a escravidão.

Uma análise da Liga Anti-Difamação dos Estados Unidos revelou nesta mês que a plataforma está sendo usada para disseminar conteúdo sobre supremacia branca e discurso antissemita.

O presidente dos EUA, Donald Trump, ordenou na semana passada que a ByteDance vendesse as operações do TikTok no país em até 90 dias, acusando a empresa de violar a segurança dos dados pessoais dos usuários. Autoridades norte-americanas expressaram preocupação com a possibilidade de um repasse de informações dos usuários ao governo da China.

O TikTok disse que nunca forneceu dados de usuários ao governo da China e que não fará isso se for ordenado.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up