for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Hackers norte-coreanos intensificam ataques a bancos, diz governo dos EUA

13/05/2017 REUTERS/Kacper Pempel

(Reuters) - Hackers norte-coreanos estão invadindo bancos de todo o mundo para realizar transferências fraudulentas e fazer com que caixas eletrônicos soltem dinheiro, alertou o governo dos Estados Unidos nesta quarta-feira.

Um alerta técnico de cibersegurança feito em conjunto por quatro agências federais dos EUA, incluindo o Departamento do Tesouro e o FBI, disse que houve um ressurgimento dos esforços de hackers com motivação financeira do regime norte-coreano neste ano, após uma pausa em suas atividades.

“Desde fevereiro de 2020, a Coreia do Norte voltou a mirar bancos em vários países para fazer transferências internacionais fraudulentas e saques em caixas eletrônicos”, diz o alerta.

A polícia dos EUA chamou a campanha hacker de “Dinheiro Rápido” e culpou o Reconnaissance General Bureau, uma agência de espionagem da Coreia do Norte. Eles afirmaram que a operação ocorre desde pelo menos 2016, mas aumentou seu nível de sofisticação e volume recentemente.

Nos últimos anos, a Coreia do Norte foi acusada pelas autoridades dos EUA e empresas de segurança cibernética do setor privado de hackear vários bancos na Ásia, América do Sul e África.

“Atores cibernéticos norte-coreanos demonstraram um talento criativo para ajustar suas táticas para explorar o setor financeiro, bem como qualquer outro setor por meio de operações cibernéticas ilícitas”, disse Bryan Ware, uma autoridade de segurança cibernética do Departamento de Segurança Interna dos EUA, em comunicado.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up