for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Oracle tem receita acima do esperado ajudada por serviço de nuvem

Logotipo da Oracle no edifício da companhia na Califórnia. 28/6/2018. REUTERS/Mike Blake

(Reuters) - A Oracle sinalizou nesta quinta-feira uma recuperação nos gastos dos clientes, uma vez que o trabalho remoto estimulou a demanda por serviços em nuvem, bem como os negócios de licenciamento tradicionais, ajudando a empresa a superar as expectativas de resultados trimestrais.

A pandemia de Covid-19 levou a uma rápida mudança para o trabalho remoto com empresas que buscam estendê-lo até 2021, beneficiando empresas de nuvem que dão suporte a essa mudança.

Isso vem no momento em que a Oracle se empenha no negócio de nuvem que ajuda as empresas a reduzir custos alugando data centers em vez de terem os seus próprios.

A receita de sua maior unidade, que inclui serviços em nuvem, cresceu 2,1%, para 6,95 bilhões de dólares.

A receita total aumentou 1,6%, para 9,37 bilhões de dólares, superando a estimativa média dos analistas de 9,19 bilhões de dólares, de acordo com dados IBES da Refinitiv.

O lucro líquido da empresa subiu para 2,25 bilhões de dólares, ou 0,72 dólar por ação, no trimestre fiscal encerrado em 31 de agosto, de 2,14 bilhões de dólares, ou 0,63 dólar por ação, um ano antes.

Em uma base ajustada, a Oracle teve lucro de 0,93 dólar por ação, acima da expectativa do mercado de 0,86 dólar por ação.

Reportagem de Neha Malara em Bangalore

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up