for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Facebook diz que deixará de recomendar grupos de saúde a usuários

Imagem do logotipo do Facebook em 3D. 25/3/2020. REUTERS/Dado Ruvic

(Reuters) - O Facebook não mostrará mais grupos de saúde em suas recomendações, disse a gigante da mídia social nesta quinta-feira, em uma tentativa de proteger seus usuários contra informações falsas que circulam nesses grupos.

No ano passado, a empresa derrubou mais de um milhão de grupos que violaram as políticas do Facebook de desinformação e conteúdos nocivos, disse publicação em seu blog.

Conteúdos falsos relacionados à saúde acumularam cerca de 3,8 bilhões de visualizações no Facebook em 2019, com um pico durante a pandemia de Covid-19, disse o grupo de advocacy Avaaz em relatório em agosto.

O Facebook, que está sob pressão para conter desinformação, tornou a amplificação de informações de saúde confiáveis um elemento-chave de sua resposta. A empresa também começou a remover informações incorretas sobre a pandemia.

A maior rede social do mundo disse no mês passado que removeu cerca de 800 grupos de teorias de conspiração QAnon por publicações que enalteciam a violência, mostravam a intenção de usar armas ou tentavam atrair seguidores com padrões de comportamento violento.

Por Akanksha Rana em Bangalore

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up