for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Rivais focam em presentes para desafiar Amazon em Natal da pandemia

Centro de logística da Amazon em Lauwin-Planque, França 19/3/2020 REUTERS/Pascal Rossignol

OAKLAND, Estados Unidos (Reuters) - Walmart, Best Buy e centenas de varejistas menores estão aumentando suas ofertas na internet na esperança de desafiar o predomínio da Amazon.com como vendedora de presentes de fim de ano.

Os novos serviços incluem oferta de embrulhos para presente, entrega a cargo do vendedor, inclusão de mensagem pessoal e até nota fiscal que não revela o preço do produto a quem recebê-lo.

As rivais da Amazon investiram milhões de dólares para acelerar a entrega de encomendas, expandir oferta de produtos e, em alguns casos, oferecerem frete grátis e até serviços de assinaturas. Mas até agora, a frente de dar presentes de fim de ano estava em segundo plano.

“Esta é uma área de oportunidade na qual varejistas menores ou grandes podem se diferenciar, dado que a maioria dos consumidores fará suas compras de final de ano na internet neste ano”, disse Bobby Figueroa, que trabalhou na unidade de venda de anúncios da Amazon e depois fundou a startup de análise de varejo Gradient.

Os norte-americanos gastarão 160 bilhões de dólares em presentes no trimestre atual, um aumento de 5% em relação a um ano atrás, usando o que pouparam durante a quarentena, segundo a empresa de análise da indústria Coresight Research.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up