9 de Maio de 2016 / às 22:27 / em 2 anos

Reportagem sobre viés nos mais comentados do Facebook gera reclamações na Internet

(Reuters) - Os funcionários do Facebook frequentemente omitiram histórias politicamente conservadoras da lista de tendências do site, disse o site de notícias de tecnologia Gizmodo nesta segunda-feira, um relatório que disparou comentários nas redes sociais.

Um ex-funcionário do Facebook, que se manteve anônimo, disse ao Gizmodo que os funcionários “rotineiramente suprimiam notícias de interesse dos leitores conservadores”, de acordo com o Gizmodo, enquanto adicionavam “artificialmente” outras histórias à lista de tendências.

O Facebook disse à Reuters que há “diretrizes rigorosas estabelecidas” para manter a neutralidade e disse que estas diretrizes não proíbem a aparição de qualquer meio de comunicação nos tópicos mais comentados.

A reportagem alarmou alguns usuários de redes sociais, com vários jornalistas e comentaristas criticando o Facebook por alegações de viés.

“Além de alimentar a perseguição à ala direita, isto é um lembrete essencial dos perigos do controle do conteúdo pelo Vale do Silício”, tuitou o jornalista Glenn Greenwald.

“Para qualquer um que se preocupe com a liberdade de imprensa, isto é assustador”, tuítou o editor da Bloomberg Bill Grueskin, com um link para a reportagem do Gizmodo.

Por Amy Tennery

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below