15 de Agosto de 2017 / às 20:14 / em 4 meses

Blackstone encerra polêmica negociação para compra de fatia na NSO

(Reuters) - A Blackstone desistiu das negociações para comprar parte da fabricante israelense de softwares de vigilância móvel NSO, de acordo com pessoas familiarizadas com as conversas, que foram criticadas por ativistas digitais de privacidade.

Duas pessoas familiarizadas com as discussões disseram à Reuters que as conversas foram encerradas sem que a Blackstone e a NSO chegassem a um acordo.

O jornal de negócios israelense Calcalist noticiou no mês passado que a Blackstone estava em negociações avançadas para adquirir 40 por cento da empresa de capital fechado por 400 milhões de dólares.

As notícias sobre a negociação levantaram queixas do Citizen Lab da Universidade de Toronto e o do grupo de ativismo digital Access Now, que alegam que o governo mexicano usou spyware Pegasus, da NSO, para visar ilegalmente cidadãos.

O governo está investigando as queixas, embora o presidente mexicano, Enrique Peña Nieto, disse que as acusações são falsas.

As pessoas, que não estão autorizadas a falar publicamente das negociações, não quiseram dizer se encerraram as discussões ou se os protestos haviam provocado o desfecho do acordo.

O porta-voz da NSO, Zamir Dahbash, disse que a empresa não está conversando com nenhum investidor potencial. Dahbash se recusou a falar sobre negociações com a Blackstone.

Por Jim Finkle

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below