4 de Setembro de 2017 / às 15:57 / em 3 meses

Taxify desafia Uber no competitivo mercado londrino

FRANKFURT (Reuters) - A startup estoniana Taxify vai competir de igual para igual com o Uber no competitivo mercado de transporte urbano por aplicativo de Londres, além de manter Paris no radar.

Markus Vilig, presidente executivo da Taxify, na sede da empresa em Tallin, Estônia 13/06/2017 REUTERS/Ints Kalnins

A Taxify disse que lançará serviços em Londres na terça-feira, após firmar parceria com 3 mil motoristas de táxi particulares, que foram avaliados para garantir que cumprem com as exigências de licenciamento locais.

Isso marca um grande avanço para a Taxify, após erros cometidos pela gigante do Vale do Silício, que já permitiram que a rival fizesse incursões em várias cidades da Europa Central e do Leste, além da África.

Em Londres, ela entra num mercado lotado onde os famosos motoristas de táxi e companhias de táxi particular da cidade, como Addison Lee, competem com aplicativos como Gett e Hailo, que agora faz parte do MyTaxi, da Daimler. O Uber conta com 40 mil motoristas e 3 milhões de usuários em Londres, que fazem 1 milhão de viagens por semana.

A Taxify é uma fração do Uber - sendo ativa em menos de 25 cidades, enquanto o rival está em quase 600 cidades em todo o mundo-, mas opera em um modelo de negócio de menor custo, permitindo que passageiros paguem tarifas marcadas e que os motoristas mantenham uma parcela maior dos lucros.

A Taxify disse nesta segunda-feira que levaria uma comissão de 15 por sendo nas corridas reservadas através da plataforma online, ante taxas de 20 a 25 por cento cobradas pelo Uber em Londres. A Taxify também afirmou que aceita dinheiro e pagamentos eletrônicos dos motoristas, diferente do Uber.

“Nós sempre seremos mais baratos do que o Uber”, disse o fundador e executivo da empresa, Markus Villig, em entrevista à Reuters por telefone.

Reforçada pelo apoio financeiro da chinesa DiDi anunciado recentemente, a Taxify pretende expandir-se para mais cinco cidades até o fim do ano, incluindo Paris, disse Villig.

Por Eric Auchard

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below