21 de Setembro de 2017 / às 20:34 / em 3 meses

Facebook compartilha anúncios relacionados à Rússia com o Congresso dos EUA

SAN FRANCISCO (Reuters) - O Facebook disse nesta quinta-feira que planeja compartilhar com investigadores do Congresso dos Estados Unidos cerca de 3 mil anúncios políticos que pessoas ligadas à Rússia publicaram no Facebook nos meses antes e depois das eleições presidenciais dos EUA no ano passado.

Aplicativo do Facebook em tela de celular 3/08/2017 REUTERS/Thomas White

O presidente-executivo do Facebook, Mark Zuckerberg, sob pressão para fazer mais para evitar o uso da rede social para manipular eleições, disse na plataforma que apoia a investigação pelo Congresso dos EUA.

Zuckerberg apresentou nove passos que ele disse que o Facebook está adotando para impedir que os governos usem a maior rede social do mundo para interferir em eleições.

O Facebook tornará os anúncios políticos na rede social mais transparentes, para que as pessoas possam ver quais anúncios estão sendo publicados em conexão com uma eleição, disse ele.

O consultor jurídico do Facebook, Colin Stretch, disse em outra postagem que a rede social não divulga o conteúdo de forma leviana em nenhuma circunstância, mas que a empresa quer ajudar a proteger a integridade das eleições norte-americanas.

“Acreditamos que o público merece uma explicação completa do que aconteceu nas eleições de 2016”, escreveu Stretch.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below