March 15, 2018 / 7:41 PM / 6 months ago

Vivendi está aberta à estratégia alternativa para Telecom Italia

MILÃO (Reuters) - O grupo de mídia francês Vivendi, principal acionista da Telecom Italia, declarou-se pronto para apoiar uma estratégia alternativa para impulsionar no curto prazo o preço das ações da empresa italiana, conforme a firma de investimento Elliott Advisors pressiona por uma reformulação na empresa de telefonia.

Na semana passada, a Elliott disse que tinha assumido uma fatia não especificada na Telecom Italia e estava pronta para substituir membros do conselho de administração em um movimento para melhorar estratégia, valor e governança da empresa de telecomunicações.

A Vivendi, que detém 24 por cento da Telecom Italia, disse à Reuters na noite de quarta-feira que ainda apoia a estratégia de longo prazo reveleda pelo novo presidente-executivo da empresa italiana na semana passada.

Entretanto, a empresa acrescentou que como qualquer outro acionista quer alavancar seus investimentos, a “Vivendi está pronta, se necessário, a apoiar outra estratégia capaz de gerar um aumento de curto prazo no preço da ação da Telecom Italia”, disse um porta-voz da Vivendi por email.

“Como sempre, os acionistas vão decidir.”

O presidente-executivo da Vivendi, Arnaud De Puyfontaine, que também atua como presidente do conselho da Telecom Italia, pode suspender suas funções executivas na empresa italiana. Como presidente do conselho, ele terá um papel central em lidar com a campanha da Elliott.

“Durante o período dedicado a esse debate estratégico, Arnaud de Puyfontaine tem indicado que ele está considerando suspender suas funções executivas na Telecom Italia”, disse o porta-voz da Vivendi.

A firma Elliott ainda precisa destacar suas propostas para a Telecom Italia, mas fontes disseram que o fundo quer que a empresa seja gerenciada como uma empresa verdadeiramente “pública”, com a maioria dos membros do conselho independentes.

A Telecom Italia perdeu mais de um terço de seu valor de mercado desde que a Vivendi assumiu sua participação em meados de 2015, embora o investidor francês diga que a ação vinha caindo por uma década antes disso. A ação acumula queda superior a 70 por cento desde o início de 2005.

A Telecom Italia não paga dividendo desde 2012, mas na semana passada o novo presidente-executivo, Amos Genish, prometeu retornos mais altos aos acionistas em uma nova estratégia de três anos, que visa ajudar a empresa a acompanhar as novas rivais surgindo em banda larga e móvel.

A Vivendi disse em seu email na quarta-feira que o plano de 2018 a 2020 era ambicioso e realista para impulsionar o desempenho financeiro da Telecom Italia. Algumas corretoras, incluindo Goldman Sachs e Bryan Garnier, elevaram suas recomendações para a ação da empresa após a divulgação da estratégia.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below